Menu

Acesse nossa rádio também nas redes sociais: 


Prefeitura pede análise de ovos da Páscoa distribuídos nas escolas

19 ABR 2017
19 de Abril de 2017

Vereadores aproveitaram a sessão de terça-feira para ‘degustar’ os ovos da Páscoa que foram distribuídos na rede municipal. Prefeitura comprou ovo de chocolate ao leite, mas há indício de chocolate fracionado e superfaturamento.

Os vereadores fizeram uma degustação na terça-feira (18) no plenário de ovos da Páscoa que foram comprados pela Prefeitura e distribuídos às escolas da rede municipal na última quinta-feira . O vereador Leandro O Guerreiro (PSB) denunciou que a Prefeitura comprou chocolate ao leite, mas a empresa vencedora da licitação enviou ovos de chocolate fracionado. Além disso, informou que teve superfaturamento. A Prefeitura suspendeu o pagamento da empresa fornecedora e pediu análise da composição do ovo.

“O ovo da Páscoa que foi entregue foi da marca Toni. O problema é que foi comprado chocolate ao leite, mas o ovo que foi distribuído nas escolas foi de chocolate fracionado”, disse o vereador, ressaltando que na embalagem já avisava a respeito da qualidade do produto com uma frase “ovos fracionados da melhor qualidade”. Veja o vídeo no final da matéria. 

De acordo com o parlamentar a Exata Evolution Comercial e Distribuidora, empresa que venceu o pregão eletrônico, não fabrica ovos da Páscoa. Ela comprou os chocolates de uma terceira e venceu a licitação com uma diferença de R$ 75 da segunda colocada.

Leandro fez duas denúncias. Primeiro disse que a Prefeitura pagou R$ 169 mil em 22.5 mil ovos. Porém, segundo o edital a rede pública, o município tem 19.685 mil e o vereador quer saber onde foi parar ovos excedentes. “Sobraram 2.815 ovos, e já fiz um requerimento querendo saber onde foram distribuídos esses ovos, o que fizeram com a sobra”, questionou.

A segunda denúncia é que houve superfaturamento. Cada ovo custou R$ 7,53 aos cofres públicos, mas ao fazer um orçamento diretamente com a empresa o valor década unidade retraiu. “Eu consegui falar com um dos sócios e eu conseguir fazer um orçamento de 2 mil ovos de Páscoa ao leite por R$ 6,20. O fracionado, que a Prefeitura distribuiu e custou R$ 7,53, sairia R$ 5,10 . Houve superfaturamento”.

Após a declaração vereador convidou seus pares e os munícipes presentes na sessão para provar o chocolate, no intervalo antes da reunião de pauta.

A Prefeitura informou que o pagamento à empresa foi suspenso e que pediu uma análise para avaliar a composição do ovo distribuído às escolas do município.


Foto: Abner Amiel

Fonte: Folha São Carlos e Região

Voltar

Início      A rádio      Programação     Contato


DBC COMUNICAÇÕES S S LTDA
Rua Episcopal, 2717 Centro São Carlos -SP
16 3307 1011 / 16 3307 1012